13.2.08

fez-se escuro

A noite traiu-nos.
Sabes, vou ver todas as palavras a soltarem-se de letras. As nossas palavras vão deixar de existir, porque letras soltas não fazem sentido. E nós, alguma vez fizemos sentido?

É perfeitamente estúpido dirigir-te tudo isto, falar na segunda pessoa, mas sinto necessidade de to dizer de alguma forma. Nem que desta, tão distante de ti.
Sinto-me mastigada, roubada, enganada... "qualquer coisa que signifique para ti".





(em aberto)



a-m-o-r

4.2.08

Acho que me dói a memória.



*